Semana do Fiagro

Cemig (CMIG4): dividendos bilionários e resultados positivos agradam analistas; ações sobem

Cemig (CMIG4): dividendos bilionários e resultados positivos agradam analistas; ações sobem
Cemig (CMIG3, CMIG4) - Geração de energia hidrelétrica. Foto: Divulgação

A Cemig (CMIG4) reportou resultados acima do consenso no quarto trimestre de 2021 e agradou o mercado. Segundo a XP Investimentos, “o segmento de distribuição surpreendeu em qualidade e eficiência operacional“. O lucro líquido da companhia foi de R$ 963 milhões, 75% acima da estimativa da corretora.

Outro destaque do balanço financeiro da Cemig sobre o 4T21 foi o anúncio de dividendos. A companhia apresentará uma proposta de distribuição de R$ 1,97 bilhão em dividendos e juros sobre capital próprio (JCP), o que significaria um payout de 52% ou 9,1% de dividend yield, de acordo com a corretora.

Com isso, a cotação da Cemig abriu em alta na Bolsa. Por volta das 13h30 (horário de Brasília), as ações preferenciais subiam 0,96%, avaliadas em R$ 14,75. Na máxima do dia, atingiram R$ 14,95, após subir 1,5%.

“Temos uma avaliação positiva dos resultados da Cemig no 4T21, uma vez que os resultados vieram acima de nossas estimativas”, diz a XP, mas a corretora manteve recomendação neutra para as ações da Cemig, com um preço-alvo de R$ 13, equivalente a uma desvalorização de 11,20% até o fim de 2022, com base no fechamento anterior (R$ 14,64).

Destaques do resultado do 4T21 da Cemig

Segundo o relatório da XP, os ganhos no lucro da Cemig se devem à subsidiária Cemig D, que apresentou bons resultados operacionais, com redução de 1,3% nas perdas totais em comparação com o mesmo período de 2020.

Nessa unidade, a atividade industrial cresceu 3,1% e comércio e serviços apresentaram “uma clara tendência de migração da geração cativa para a distribuída, apresentando um crescimento neutro na comparação anual”, diz a corretora.

Outros números operacionais da Cemig que a XP destaca estão relacionados ao combate à inadimplência e às perdas, que “está rendendo resultados com um índice de cobrança de impressionantes 98,7%, um máximo de 5 anos, além de perdas não técnicas abaixo de 2,46%”.

No mais, o lucro operacional medido pelo Ebitda ajustado cresceu 46,8% em relação ao 4T20 como resultado:

  • do maior volume de energia distribuída;
  • baixas perdas regulatórias;
  • baixo custo de PMSO (despesas com Pessoal, Material, Serviços de Terceiros e Outras despesas);
  • além da reversão de provisões relacionadas ao seguro de vida pós aposentadoria, de R$ 309 milhões.

Recomendações para as ações CMIG4

De acordo com o consenso de mercado Refinitiv, a Cemig tem 12 recomendações por casas de análise, das quais 7 são neutras, quatro de compra e uma é de venda.

Em relação ao preço-alvo para as ações preferenciais da Cemig (CMIG4), a mediana do consenso aponta para um valor de R$ 14,00, que também equivale a uma desvalorização até o fim de 2022.

Monique Lima

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO