C&A (CEAB3) nega notícia sobre venda de ativos no Brasil

C&A (CEAB3) nega notícia sobre venda de ativos no Brasil
A ação da C&A, negociada na B3 sob o ticker 'CEAB3', fechou o pregão desta terça-feira apresentando uma queda de 0,60%, valendo R$ 13,24. 

A C&A (CEAB3) negou, na noite da última segunda-feira (19), a informação de que a família Brenninkmeijer, detentora das operações da varejista, desejava vender sua participação no Brasil. Segundo a notícia veiculada ontem pelo jornal “Valor Econômico”, a ideia do grupo de investidores era focar nos negócios na Europa.

Em comunicado ao mercado, a varejista informou que os “acionistas controladores (COFRA Holding) confirmam que nenhum processo está em andamento no que diz à respeito à C&A Modas”.

De acordo com a publicação, a família Brenninkmeijer considerava vender 65% das operações no Brasil, após ter desfeito das operações na China e no México.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Segundo fontes consultadas pelo jornal, a venda das operações da C&A no Brasil não seria algo surpreendente. A empresa, apesar de não ter formalizado a venda de ativos no País, estaria consultando fundos e grupos estratégicos nos bastidores.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

lead suno background

A publicação do jornal afirmou, ainda, que a companhia estaria atrás de soluções para o negócio no Brasil desde 2014. O objetivo da empresa seria focar em países mais rentáveis, na Europa, como a Alemanha. Dos 18 países de atuação da C&A, mais da metade estão localizados no continente europeu.

A notícia do jornal influenciou as negociações dos papéis da empresa na Bolsa de Valores de São Paulo (B3). Após a notícia de venda, as ações da C&A encerraram o último pregão em forte alta de 7,27%, negociada a R$ 13,73. Vale lembrar que a varejista foi listada na bolsa brasileira no final do ano passado.

Operações da C&A (CEAB3) no Brasil

No Brasil, a C&A conta com 288 unidades, com 550 mil metros quadrados de área de vendas. A Renner, concorrente da companhia e líder do mercado de varejo de moda no Brasil, conta com 387 lojas e cerca de 700 mil metros quadrados de área.


A C&A também foi uma das empresas prejudicadas pelo coronavírus (Covid-19). Na B3, a empresa que abriu capital no ano passado cotada a R$ 17,00 chegou a ter seus papéis cotados a R$ 5,30 no meio do mês de março.

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião