Grana na conta

C&A (CEAB3): lucro líquido é de R$ 168,7 milhões no 4º trimestre

A C&A (CEAB3) registrou lucro líquido de R$ 168,7 milhões no quarto trimestre de 2023, uma queda de 20,8% em relação aos R$ 212,9 milhões vistos no mesmo período de 2022. O lucro líquido ajustado cresceu 98,2% e somou R$ 144,9 milhões. A receita líquida total teve um crescimento de 17,7% na comparação anual e fechou em R$ 2,293 bilhões.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240-Banner-Home-1.png

Já o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado da companhia foi de R$ 501,5 milhões, alta 37,7% ante o mesmo período do ano anterior.

A margem Ebitda ajustada (que inclui recuperação de créditos fiscais, receitas financeiras de fornecedores e outras receitas operacionais líquidas) foi de 21,9%, um aumento de 3,2 pontos porcentuais (p.p.) em relação ao quarto trimestre do ano anterior.

A dívida líquida da C&A saiu de R$ 1,197 bilhão em 2022 para R$ 881,2 milhões em 2023, uma redução de 26,4% no consolidado do ano.

Os investimentos da empresa tiveram queda de 43,1%, saindo de R$ 110,8 milhões no quarto trimestre de 2022 para R$ 63 milhões no último trimestre. “A otimização do valor investido é resultado da priorização de projetos e do foco em preservação de caixa”, apontou a C&A no release de resultados. Do total, os investimentos em digital e tecnologia somaram R$ 40,1 milhões.

As vendas nas mesmas lojas de vestuário (SSS), que considera as unidades abertas há mais de um ano, tiveram resultado de 18,5%, um avanço de 17,2 p.p. em relação ao mesmo período de 2022. Já as vendas totais de SSS tiveram um crescimento de 14,8 p.p. na comparação.

De acordo com a administração da companhia, o aumento em vestuário veio da boa aceitação das coleções de alto verão. “A gestão do sortimento, abastecimento e reposição eficiente do parque de lojas contribuíram para esta performance, com destaque para o crescimento das divisões do feminino e masculino.”

Com Estadão Conteúdo

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240_TEXTO_CTA_A_V10.jpg

Lojas Renner (LREN3): Genial prevê queda no lucro, mas mantém recomendação de compra

Em relatório divulgado nesta terça-feira (27), a Genial Investimentos manteve a recomendação de compra para Lojas Renner (LREN3) diante de boas perspectivas de crescimento e rentabilidade para 2024. 

O preço-alvo indicado foi de R$ 18, com valorização de 18% frente ao fechamento da última segunda-feira (26). Os analistas da Genial salientaram que a Renner não deve voltar a patamares históricos, mas que o deságio cria oportunidades de valorização do papel no médio prazo.

lucro líquido da Renner estimado pela Genial para 2023 é de R$ 955 milhões, 26% menor do alcançado no ano anterior. Porém, para 2024, o relatório se mostra mais otimista, com previsão de resultado de cerca de R$ 1 bilhão, 5,2% maior do que neste ano.  

Para o 4T23 da Renner, o resultado financeiro deve subir 4,3% frente ao mesmo período de 2022, chegando ao total de R$ 504 milhões, com uma margem líquida de 11,8% (-26bps a/a). O cenário de hiperinflação na Argentina é apontado como um fator importante nessa deterioração sequencial. 

Segundo o relatório, os analistas projetam crescimento no volume de vendas da Renner no 4° tri de 2023, considerando, inclusive, o fraco desempenho do mesmo período no ano anterior, em função da Copa do Mundo de 2022. A estimativa é que no período o faturamento líquido de varejo fique em R$ 3,8 bilhões, alta de 6,1% na comparação anual.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Redação Suno Notícias

Compartilhe sua opinião