AGENDA

Carrefour (CRFB3) avança em tratativas sobre assassinato e assume compromissos de R$ 120 milhões

Carrefour (CRFB3) avança em tratativas sobre assassinato e assume compromissos de R$ 120 milhões
Carrefour (CRFB3). Foto: Divulgação

O Carrefour (CRFB3) informou, nesta quarta-feira (9), que estão avançadas as tratativas junto a determinadas autoridades públicas e associações civis para a celebração de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) no que diz respeito ao caso do assassinato de João Alberto Freitas.

O cidadão negro foi espancado e asfixiado por profissionais terceirizados da segurança do Carrefour em uma loja do grupo em Porto Alegre (RS), em novembro de 2020.

O varejista informa ainda que as tratativas ratificam os compromissos já assumidos pela companhia e envolvendo o montante de R$ 120 milhões, já majoritariamente provisionados, a serem desembolsados ao longo dos próximos anos, em relação ao evento ocorrido na loja Carrefour localizada no bairro de Passo D Areia, em Porto Alegre.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

No final de maio o Carrefour também informou que concluiu o nono e último acordo de indenização com os familiares de João Alberto Freitas. Até abril, oito membros da família já haviam formalizado e recebido os valores dos acordos com a empresa, incluindo os quatro filhos, a enteada, a neta, a irmã e o pai de João Alberto.

Carrefour tem lucro líquido de R$ 420 milhões no primeiro trimestre

O Carrefour divulgou, no mês passado, seu balanço do primeiro trimestre deste ano. Como destaque, a rede de supermercados viu seu lucro líquido ajustado, excluindo efeitos não-recorrentes, avançando 4,7% na base anual, chegando a R$ 420 milhões.

“O Grupo Carrefour Brasil apresentou outro forte desempenho no primeiro trimestre, superando o mercado com crescimento de vendas de dois dígitos em uma base de comparação desafiadora, e apresentando rentabilidade robusta em um ambiente muito desafiador no Brasil”, disse Noël Prioux, CEO do Grupo.

O Ebitda (lucro antes de juros, dividendos e amortizações) ajustado, por sua vez, foi de R$ 1,1 bilhão e margem de 6,7%.

O presidente do Carrefour também citou o crescimento sólido no Atacadão e no Varejo, nas lojas físicas e on-line, “o que demonstra a força do nosso modelo multiformato e omnicanal, estimulado pela retomada do crescimento do Banco Carrefour”.

Com informações do Estadão Conteúdo.

Jader Lazarini

Compartilhe sua opinião