Camil (CAML3) e Kepler Weber (KEPL3) vão pagar R$ 45 milhões em dividendos e JCP; veja valor por ação

A Camil (CAML3) e a Kepler Weber (KEPL3) anunciaram novos pagamentos de dividendos e juros sobre capital próprio (JCP), no valor total de R$ 45 milhões.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240-2.png

Os JCP da Camil terão o valor de R$ 25 milhões, o que representa R$ 0,072904683 por ação ordinária da companhia.

Enquanto isso, a Kepler Weber vai pagar R$ 12,28 milhões em juros sobre capital próprio e mais R$ 7,719 milhões em dividendos.

Assim, os dividendos da Kepler Weber terão o valor de R$ 0,04367165 por ação, enquanto os JCP da companhia equivalem a R$ 0,06947597 por papel.

O pagamento será feito pela Camil no dia 6 de dezembro de 2023, sendo destinado aos investidores posicionados em seus papéis até o fechamento de 27 de novembro.

Enquanto isso, a distribuição de dividendos e JCP da Kepler Weber vai ocorrer em 11 de dezembro de 2023, mas somente aos que comprarem ações da empresa e se mantiverem com elas até o fechamento do pregão do dia 28 de novembro.

Dividendos da Camil

  • Valor: R$ 25.000.000,00
  • Valor por ação: R$ 0,072904683
  • Data de corte: 27 de novembro de 2023
  • Data de pagamento: 6 de dezembro de 2023

Dividendos da Kepler Weber

  • Valor: R$ 7.719.411,29
  • Valor por ação: R$ 0,04367165
  • Data de corte: 28 de novembro de 2023
  • Data de pagamento: 11 de dezembro de 2023

JCP da Kepler Weber

  • Valor: R$ 12.280.588,71
  • Valor por ação: R$ 0,06947597
  • Data de corte: 28 de novembro de 2023
  • Data de pagamento: 11 de dezembro de 2023

Enquanto os dividendos de ações são isentos de Imposto de Renda, os JCP estão sujeitos à incidência de 15% de IR na fonte, com exceção dos acionistas que declararem ser imunes ou isentos.

No caso da Camil, o prazo para se declarar isento da tributação vai até 28 de novembro de 2023, enquanto para os investidores da Kepler Weber esse período se encerra em 5 de dezembro deste ano.

A Camil informou que os valores serão depositados na conta corrente dos acionistas aptos a receber. Mas no caso dos investidores que não indicaram a conta ao Bradesco (BBDC4), que é a instituição financeira depositária, precisarão se apresentar em uma de suas agências com “instruções para processamento do respectivo crédito”.

Por fim, os acionistas da Camil que forem usuários da custódia fiduciária terão os valores disponibilizados de acordo com os procedimentos adotados pela B3.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/Lead-Magnet-1420x240-4.png

João Vitor Jacintho

Compartilhe sua opinião