Ação da BRF (BRFS3) avança quase 4% no Ibovespa hoje; entenda por quê

As ações da BRF (BRFS3) dispararam nesta terça-feira (28), atingindo a máxima de 5,27% no intradia. No fechamento do Ibovespa, os papéis da dona da Sadia e da Perdigão avançaram 3,95%, cotados a R$ 6,31. Com uma alavancagem alta, a BRF brilhou no pregão de hoje após a notícia de que a Nestlé teria feito uma oferta bilionária pelo seu negócio de pet food.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-1.png

De acordo com fontes ouvidas pela Bloomberg News, a empresa suíça ofereceu cerca de R$ 1,7 bilhão (US$ 330 milhões). O valor ainda está abaixo da avaliação de cerca de R$ 2 bilhões que a exportadora busca para o ativo. Apesar disso, as ações da BRF subiram no Ibovespa com a possibilidade da venda.

Segundo as informações dos jornalistas Tatiana Freitas e Vinicius Andrade, que assinam a matéria, como o valor ainda está abaixo do que a exportadora pretendia levantar, a BRF deverá fazer a venda por meio de um processo competitivo com o auxílio do Santander Brasil (SANB11).

Ao todo, mais de dez empresas estariam interessadas na compra do negócio de pet food da BRF. Uma fonte anônima ouvida pela agência afirma que pelo menos oito estariam prontas para assinar acordos de confidencialidade.

Vale lembrar que a venda do ativo é parte da estratégia de reduzir a alavancagem da BRF, que busca arrecadar R$ 4 bilhões com a venda de ativos considerados “não essenciais” para a companhia.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-2-1.png

“Alavancagem atual é de tirar o sono”, diz XP

Em análise sobre os resultados da BRF, analistas da XP Investimentos chamaram atenção para o patamar atual de endividamento da companhia.

dívida líquida da BRF fechou o ano de 2022 em R$ 14,59 bilhões, mostrando um avanço de 15,8% em relação a igual etapa do ano anterior. Com isso, a alavancagem – indicador que mede a razão entre a dívida e o Ebitda ajustado – foi de 3,75x. Dentro do cenário macro atual e com o patamar de saúde financeira da empresa, os especialistas destacaram que o quadro é relativamente preocupante.

A última linha do balanço, porém, descolou das projeções. A expectativa era por um prejuízo líquido de R$ 183 milhões, ao passo que a empresa reportou um prejuízo de R$ 965 milhões.

Ainda que sejam descontados os R$ 365 milhões referentes ao acordo de leniência da Operação Carne Fraca, a companhia ficou muito aquém das estimativas.

“O ‘ano para esquecer’ fechou com prejuízo de R$ 3,16 bilhões no resultado, embora alguns fantasmas ainda devam perdurar em 2023. Brasil foi uma surpresa positiva, embora longe de compensar a queda em todas as operações internacionais, sobretudo diante da queda nos preços de frango, enquanto grãos permanecem resilientes e devido à proximidade incômoda da gripe aviária”, observam os analistas da XP.

Atualmente a recomendação da XP é de compra para as ações BRF, com preço-alvo de R$ 20,60.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Controle-de-Investimentos.png

Janize Colaço

Compartilhe sua opinião