Braskem (BRKM5): vendas de resinas caem 9% no 4T23, para 785 mil toneladas

O volume de vendas de resinas da Braskem (BRKM5) no mercado brasileiro caiu 9% no 4T23 em comparação o mesmo período do ano anterior, somando 785 mil toneladas, segundo relatório de produção divulgado na segunda-feira (19).

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240-Banner-Home-1.png

Segundo a Braskem, a queda ocorreu “devido ao maior volume de PE [polietileno] vendido no último trimestre de 2022 devido a maior demanda neste período”. Na comparação sequencial, houve uma diminuição de 11%, explicado principalmente pela priorização de vendas com maior valor agregado e pela sazonalidade do período.

No acumulado do ano, o volume de vendas de resinas da Braskem no mercado brasileiro caiu 5%, “dada a maior oferta de produtos no mercado internacional combinada com a priorização de vendas com maior valor agregado”, disse a Braskem.

Já as exportações de resina no quarto trimestre de 2023 chegaram a 210 mil toneladas, (kton) no trimestre, uma alta de 8% na base anual e de 2% na comparação trimestral, em função, principalmente, de oportunidades comerciais de polietileno (PE) e polipropileno (PP) na América do Sul.

Em relação a 2022, o volume de exportações de resinas da Braskem foi 3% menor, devido aos níveis estoques elevados na cadeia global, impactando a demanda por produtos no período.

Braskem: vendas de químicos no 4T23 caem na base anual

No mercado brasileiro, as vendas dos principais químicos da Braskem – como eteno, propeno, butadieno, cumeno, gasolina, benzeno, tolueno e paraxileno – caíram 15% na base anual, mas subiram 2% na base trimestral, “em função da normalização da produção de alguns clientes que realizaram paradas programadas nos últimos meses”, pontuou a companhia.

No ano, as vendas de químicos da Braskem no mercado brasileiro foram 17% menores, em função do desequilíbrio entre oferta e demanda global e do menor volume de vendas de gasolina, dada a menor disponibilidade de produto para venda.

Já as exportações dos principais químicos no quarto trimestre cresceram 10% em relação ao mesmo período do ano anterior, para 81 mil toneladas, “em função de melhores oportunidades comerciais no mercado internacional de combustíveis”.

Na comparação anual, as exportações dos principais químicos da Braskem cresceram 7%, devido ao aumento no volume de vendas de gasolina, benzeno e tolueno.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/Ebook-Acoes-Desktop.jpg

Desempenho das ações de Braskem

No fechamento desta segunda-feira (19), as ações da Braskem caíram 0,83%, a R$ 19,06, segundo o Status Invest.

Cotação BRKM5

Gráfico gerado em: 20/02/2024
1 Dia

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Giovanni Porfírio Jacomino

Compartilhe sua opinião