Bolsas asiáticas e europeias caem nesta segunda; Ibovespa seguirá mercado internacional?

As bolsas asiáticas fecharam o dia em queda nesta segunda-feira (18), demonstrando cautela em uma semana que trará anúncios de política monetária nos Estados Unidos, China e Japão.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240-2.png

Esse cenário pode influenciar nas negociações do Ibovespa hoje, que fechou a sessão de sexta-feira (15) em queda de 0,53%, aos 118.757,53 pontos.

O índice Hang Seng caiu 1,39% em Hong Kong, a 17.930,55 pontos, enquanto o sul-coreano Kospi recuou 1,02% em Seul, a 2.574,72 pontos, e o Taiex registrou perda de 1,32% em Taiwan, a 16.698,24 pontos.

Em Tóquio, não houve negócios hoje devido a um feriado nacional no Japão.

Na China continental, por outro lado, os mercados tiveram modesto desempenho positivo, apagando perdas da sessão anterior, quando foram divulgados indicadores mistos da segunda maior economia do mundo. O Xangai Composto subiu 0,26%, a 3.125,93 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto avançou 0,54%, a 1.921,48 pontos.

Na Oceania, a bolsa australiana ficou no vermelho, devolvendo parte dos fortes ganhos acumulados recentemente. O S&P/ASX 200 caiu 0,67% em Sydney, a 7.230,40 pontos.

Investidores da região e de outras partes do mundo estão na expectativa para a decisão de juros do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), que será conhecida na quarta-feira (20). As chances são de quase 100% de que o Fed mantenha seus juros básicos nos níveis atuais, segundo ferramenta de monitoramento do CME Group.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/Lead-Magnet-1420x240-4.png

Bolsas europeias também recuam nesta segunda

As bolsas europeias operam em baixa na manhã desta segunda-feira (18), com a de Paris liderando as perdas após notícias que afetaram empresas locais e também demonstrando cautela antes da decisão de juros do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), que será conhecida nos próximos dias.

Com o pior desempenho, o francês PCAC 40 caía às 1,03% às 6h42 (de Brasília) em Paris, após noticiário que derrubou as ações do grupo varejista Casino Guichard-Perrachon (-3%) e do banco Société Générale (-9%).

No fim da semana passada, o regulador de mercado da França revelou que multou a Rallye, holding company por trás do Casino, pela divulgação de informações falsas ou enganosas sobre sua posição financeira. O Société, por sua vez, detalhou hoje novo plano estratégico para até 2026 que decepcionou alguns analistas.

A falta de apetite por risco na Europa precede também a decisão de juros do Fed, a ser anunciada na quarta-feira (20).

Às 6h42 (de Brasília), a Bolsa de Londres recuava 0,37% e a de Frankfurt cedia 0,58%. Já as de Milão, Madri e Lisboa tinham perdas de 0,61%, 0,24% e 0,25%, respectivamente.

Também nos próximos dias, o banco central chinês (PBoC) define seus juros principais, conhecidos como LPRs, e são esperados sinais de quando o Banco do Japão (BoJ) poderá começar a sair de sua política ultra-acomodatícia, o que pode ter impacto nas bolsas asiáticas. Para a Capital Economics, o BC japonês só deverá anunciar alta de juros na primeira reunião de 2024, em janeiro.

*Com informações da Dow Jones Newswires e Estadão Conteúdo

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Redação Suno Notícias

Compartilhe sua opinião