DIVIDENDOS

BB Seguridade (BBSE3) tem lucro de R$ 754 milhões impactado pela alta do IGP-M

BB Seguridade (BBSE3) tem lucro de R$ 754 milhões impactado pela alta do IGP-M
BB Seguridade

A BB Seguridade (BBSE3) obteve um lucro líquido de R$ 753,7 milhões no segundo trimestre de 2021. Esse valor é menor quando comparado com o mesmo período no ano passado, quando havia registrado R$ 977 milhões. Segundo a seguradora, o lucro no trimestre foi impactado pela volatilidade da inflação.

Dessa forma, o lucro líquido do primeiro semestre de 2021 foi de R$ 1,7 bilhão, ante R$ 1,8 bilhão no mesmo período em 2020. Essa queda de 7,2%, segundo a BB Seguridade, é devido à alta do IGP-M, índice que corrige as reservas dos planos de previdência tradicionais, e a sinistralidade dos seguros.

“O aumento do resultado operacional foi consumido por um resultado financeiro combinado negativo em R$ 37 milhões, impactado por três principais fatores: pela alta do IGP-M, por menor taxa média Selic e pelo movimento de abertura na estrutura a termo de taxa de juros”, informou o release de resultados.

Já os prêmios emitidos cresceram 15,4% no primeiro semestre, esse resultado foi impulsionado pelo forte desemprenho comercial em seguros rurais (31%), puxado pela alta no crédito para custeio da safra 2021/2022; seguro de vida (+19,5%), decorrente do crescimento de vendas do novo portfólio lançado em maio/2020 e seguros residenciais (23,4%), com aumento de vendas.

Com o lançamento da nova família de fundos da BB Seguridade, em dezembro de 2020, a captação em fundos multimercado cresceu 261,8%, o que representa cerca de 54% da captação líquida para fundos multimercado na indústria de previdência. O saldo de reservas cresceu 6,6% nos últimos 12 meses alcançou R$ 312,2 bilhões ao final de junho/21.

A arrecadação com títulos de capitalização encerrou o semestre em R$2,1 bilhões, ficando estável em relação ao volume arrecadado no primeiro semestre do ano passado, enquanto as reservas de capitalização cresceram 0,8% no período de 12 meses.

“Cabe ressaltar o foco dado na distribuição de títulos de pagamento mensal, que cresceram 57,9% no período, o que contribui para maior previsibilidade e recorrência dos resultados futuros, apesar de impactaram os volumes de arrecadação no curto prazo devido ao menor tíquete médio”, informou a BB Seguridade.

BB Seguridade revisa projeções

Após o resultado trimestral, a BB Seguridade decidiu revisar suas projeções empresarias para o ano de 2021.  Para o resultado operacional, não decorrente de juros, a projeção estava de 8% a 13% e agora está entre 1% a 6%.

“O desvio observado no intervalo de projeção do indicador se deu em função do agravamento da pandemia de covid-19 ao longo do primeiro trimestre de 2021, o que  levou ao aumento muito acima do esperado no número de sinistros dos seguros com cobertura de morte na Brasilseg.”

Já para o indicador “Prêmios emitidos da Brasilseg”, o desempenho acima das projeções iniciais no primeiro semestre se deu por uma superação das expectativas no seguros rurais e de vida, mesmo em um ambiente desafiador, conforme informou a seguradora.

“Considerando a expectativa de melhora do cenário no segundo semestre, ancorada na evolução da vacinação e retomada mais plena da atividade econômica, o intervalo de projeção inicial deixou de fazer sentido e a companhia revisou para cima suas projeções”, informou a BB Seguridade.

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião

Receba os destaques que irão movimentar o cenário econômico antes da abertura do mercado.

Inscreva-se