B3 (B3SA3) tem alta de 4% em negociações de abril; Safra reforça compra

Os dados operacionais da B3 (B3SA3) em abril apontaram volumes estáveis, com uma tendência positiva de melhora sequencial, com crescimento mensal de 4% no Volume Médio Diário de Negociação (ADTV).

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2022/06/Banner-Noticias-1000x325B3SA3.jpg

Os analistas do Banco Safra, Daniel Vaz, Silvio Dória e Gabriel Pucci, defendem que a B3SA3 deverá desfrutar de melhores perspectivas à medida que o cenário macroeconômico global melhorar, com maior fluxo de compra e venda de ações.

“Mantivemos uma visão positiva de longo prazo sobre a empresa, pois os fundamentos da B3 ainda são sólidos (balanço patrimonial forte, margens e distribuição de dividendos)”, afirma o relatório do Safra.

Os analistas têm recomendação outperform para as ações da B3, equivalente à compra, com preço-alvo de R$ 17.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/Ebook-Acoes-Desktop.jpg

Negociação de ações na B3 (B3SA3) segue estável

O ambiente atual das taxas de juros ainda segura os números de negociações de ações na B3, com um ADTV de R$ 25,6 bilhões em abril. Apesar de ter superado março em 4,1%, “uma comparação fácil”, segundo o Safra, o volume está estável em relação ao ano anterior.

O volume pode indicar uma menor velocidade de giro na bolsa de valores (137,3% ante 129,7% no mês anterior) e uma capitalização de mercado média de R$ 4,5 trilhões (-1,7% ante março).

No segmento FICC (taxas de juros, câmbio e commodities), houve um crescimento de 73,1% no número médio diário de contratos em abril comparando com o mesmo mês em 2023.

Além disso, os volumes da renda fixa e de derivativos em aberto seguem com bons números, em coesão com o cenário de taxas de juros elevadas.

Nos demais segmentos de produtos da B3, o financiamento de veículos cresceu 45% na comparação anual e 7% na mensal; o uso mensal de dedos e serviços de tecnologia também teve alta de 7,2% no ano, estável em relação a março.

No índice Preço/Lucro, as ações da B3 são negociadas entre 13,1x ou 14,1x. Considerando que as taxas de negociações não vejam uma melhora tão cedo, os analistas do Safra estimam o lucro líquido da B3 de R$ 4,5 bilhões em 2024.

Nesta terça-feira (14), as ações abriram o mercado em alta de 1,78% e fecharam com avanço mais elevado: 2,14%. No ano, os papéis da B3 já derreteram 19,34%.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Controle-de-Investimentos.png

Camila Paim

Compartilhe sua opinião