Argentina autoriza reabertura de bares e restaurantes a partir de segunda

Argentina autoriza reabertura de bares e restaurantes a partir de segunda
A Argentina informou que reestruturou mais de US$ 40 bilhões em dívida emitida sob a legislação local

O governo da Argentina autorizou que restaurantes e bares em todo o território nacional voltem a abrir para o público a partir da próxima segunda-feira (31). Entretanto, os estabelecimentos deverão garantir que mesas e cadeiras estejam nas calçadas e o respeito de protocolos de higiene. Foram também liberadas de forma gradual as atividades de construção, mas deverão ser estabelecidas regras por região, para definir protocolos.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

lead suno background

Além disso, o governo da Argentina permitiu  reuniões de até dez pessoas, sempre ao ar livre. Uma decisão que chega após aglomerações de pessoas tenham ocorrido em parques e praças de Buenos Aires e de outras grandes cidades do país vizinho.

A decisão não foi tomada de forma tranquila pelo Executivo de Buenos Aires. O chefe de governo da capital, que é da oposição ao atual presidente Alberto Fernández, defendia uma maior abertura. Ao contrário, os  governadores da província de Buenos Aires, de Jujuy e Chaco, que resultaram as regiões mais afetadas pela pandemia de coronavírus (covid-19), pediam para manter a quarentena dura.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

A decisão também chegou no mesmo dia em que a Argentina registrou um número recorde de contaminados: 11.717. Essa alta elevou o número de casos acumulados em 392.009. Além disso, foram registrados 222 mortos, alcançando um total de 8.271 vítimas.

Restaurantes reabrem na Argentina

O governo da Argentina ainda não comunicou todas as regras para os proprietários de restaurantes e locais públicos sobre como se poderá avançar sobre a calçada. O Executivo alertou que no momento apenas os locais que já tinham essa permissão poderão atuar imediatamente. Todos os outros terão de pedir permissão à suas prefeituras.

Todavia, muitas pessoas estão pedindo comidas “take away”, dizendo que a levariam para casa, mas mesmo sem a autorização sentam-se nas calçadas.

A pressão do setor gastronômico sobre o governo da Argentina continua muito forte nas últimas semanas, já que o setor é uma das principais atrações da capital e de várias cidades do interior. Desde o começo da pandemia, apenas em Buenos Aires, 30% dos locais já faliram, não conseguindo fechar as contas apenas com os serviços de delivery.

Carlo Cauti

Compartilhe sua opinião