Ambev (ABEV3) prorroga inscrições do seu programa de iniciativas socioambientais

A 5ª edição do 100+ Labs Brasil da Ambev (ABEV3) prorrogou suas inscrições até o dia 18 de junho, próximo domingo. O programa funciona como um apoio para iniciativas de impacto socioambiental positivo e os empreendedores agora ganharam mais tempo para indicar seus projetos.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/07/Lead-Magnet-1420x240-2.png

O programa abrange nove eixos que os projetos podem atender:

  • Agricultura Sustentável;
  • Embalagem Circular;
  • Mudanças Climáticas;
  • Gestão de Água;
  • Ecossistema Empreendedor;
  • Amazônia;
  • Diversidade e Inclusão;
  • Consumo Consciente;
  • Responsabilidade ambiental na cadeia de suprimentos.

O objetivo do programa é encontrar soluções de fácil implementação e teste para irem para o mercado.

O que é o 100+ Labs Brasil da Ambev?

O projeto do 100+ Labs Brasil já movimentou mais de R$ 20 milhões em suas quatro edições anteriores, com o investimento e premiações em mais de 80 startups que passaram pelo programa.

Alinhados aos compromissos sustentáveis determinados pela Ambev em 2018, a ideia do projeto é alavancar esses negócios na frente de ação climática, gestão da água, embalagem circular e agricultura sustentável. Além disso, a lógica do projeto não deve estar atrelado apenas aos impactos das operações da marca, mas do ecossistema em que ela se insere, incluindo agricultores, fornecedores, bares e restaurantes, por exemplo.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/07/Lead-Magnet-1420x240-1.png

Em sua jornada, a Ambev conta com alguns co-realizadores: a Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID) e a Plataforma Parceiros pela Amazônia (PPA). O Quintessa, aceleradora de impacto do país, atua na execução. Além disso, outras grandes empresas, como PepsiCo, Unilever, Valgroup e Ball Corporation também apoiam o programa como parceiros e apoiadores, juntamente com parceiros institucionais, incluindo Machado Meyer Advogados, Libra Branding e Pacto Global.

Algumas das startups que já passaram pelo programa são Água Camelo, Diversidade.io, Maneje Bem, Barkus, MEIShop e O2Eco.

Como funciona a seleção do 100+ Labs Brasil?

Para se inscrever no programa, os projetos devem acessar o site oficial da Ambev.

Passados o formulário de inscrição e a entrevista, os candidatos devem participar do pitch day, quando apresentarão as ideias e 20 negócios serão selecionados para a primeira fase do programa, o Intensive Learning.

Com oito semanas de duração, esse momento é dedicado a workshops para os empreendedores se inteirarem de temas relevantes na hora de colocar a mão na massa e desenvolver o negócio, além de refinar suas propostas piloto – antes de serem propriamente implementadas pela Ambev e parceiras.

Assim, haverá uma filtragem das ideias que realmente têm potencial para geração de resultado no meio ambiente. Além disso, as propostas serão avaliados na forma como podem auxiliar Ambev, USAID, PPA e demais parceiros a atingirem as suas metas de sustentabilidade.

As soluções aprovadas também terão acesso à rede de executivos da Ambev e parceiros, acadêmicos, especialistas, investidores, líderes de sustentabilidade corporativa e grandes players do mercado, além de receber suporte individual de um gestor do Quintessa.

Também serão disponibilizados mentorias e encontros com fundos de investimento e escritório jurídico especializado, para que os projetos tenham todas as áreas bem cobertas. Aqueles candidatos com maior destaque também têm chance de avançar na internacionalização do projeto, passando para o programa global 100+ Accelerator.

De acordo com a especialista de Procurement e Sustentabilidade na Ambev, Thaís Melani, a empresa está empenhada em localizar novos potenciais e ajudar na expansão do impacto social.

“O programa 100+ Labs Brasil é uma das iniciativas que representam e nos ajudam a fomentar esse objetivo, encontrando soluções escaláveis que impactam a comunidade e contribuem para alcançarmos nossas metas e compromissos”, explica Melani.

Entre os projetos que já foram apoiados pela Ambev no 100+ Labs, a diretora do Quintessa, Anna de Souza Aranha conta que já é possível ver resultados concretos me poucos meses. “As organizações encontram caminhos para avançar nas suas metas ao mesmo tempo em que desenvolvem o ecossistema de negócios de impacto”, afirma Aranha.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/Ebook-Acoes-Desktop-1.jpg

Camila Paim

Compartilhe sua opinião

Receba atualizações diárias sobre o mercado diretamente no seu celular

WhatsApp Suno