Alemanha mostra queda de indicadores da economia acima do esperado; veja

Alemanha, maior economia da Zona do Euro, divulgou indicadores econômicos nesta semana, mostrando dados abaixo da expectativa dos analistas.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240-Banner-Home-1.png

As vendas no varejo da Alemanha recuaram 1,3% em agosto ante julho em termos reais, segundo a Destatis, agência oficial de estatísticas do país, em informações publicadas nesta sexta (7).

Para esse indicador, os analistas consultados pelo The Wall Street Journal estimavam uma queda de 1,5% no período.

Na comparação com igual mês do ano passado, o indicador teve baixa de 4,3%. Em termos nominais, isto é, sem ajustes à inflação, as vendas no varejo alemão subiram 0,1% em agosto ante julho e avançaram 5,4% no confronto anual.

Já os dados da produção industrial da Alemanha, também divulgados nesta sexta (7), mostram uma queda 0,8% em agosto ante julho.

A queda também foi mais aguda que a prevista por analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que esperavam recuo de 0,5%. A leitura do indicador de julho frente a junho foi revisada, de uma baixa de 0,3% para estabilidade.

No confronto anual, a produção industrial da Alemanha avançou 2,1% em agosto ante igual mês de 2021. Ainda segundo a Destatis, a produção da manufatura, que exclui energia e construção, caiu 0,1% na comparação mensal de agosto.

Já a de bens de consumo avançou 1,8% e a de bens de capital subiu 2,4%. A produção de energia encolheu 6,1% e a de construção, 2,1.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/11/1420x240-Banner-Materias-1-Consultoria.png

PMI da Alemanha

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) de serviços da Alemanha caiu de 47,7 em agosto para 45 em setembro, com a leitura abaixo de 50 mostrando que a atividade segue em contração e no menor nível desde maio de 2020. O dado foi publicado na quarta (5).

A leitura definitiva de setembro ficou abaixo da estimativa prévia e da projeção de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, de 45,4 em ambos os casos.

Já o PMI composto da Alemanha, que engloba serviços e indústria, recuou de 46,9 para 45,7 no mesmo período, tocando igualmente o menor patamar desde maio de 2020. O dado final também ficou abaixo da estimativa inicial, de 45,9.

Com informações do Estadão Conteúdo e da Dow Jones Newswires

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Planilha-controle-de-gastos.png

Eduardo Vargas

Compartilhe sua opinião