Semana do ESG

Eletrobras (ELET3) lidera altas de junho no Ibovespa; apenas quatro ações subiram no mês

Eletrobras (ELET3) lidera altas de junho no Ibovespa; apenas quatro ações subiram no mês
Ações. Foto: Pixabay

As ações brasileiras, representadas pelo Ibovespa, encerraram junho com baixa de 11,50%, a 98.541 pontos. O índice atingiu uma pontuação máxima de 112.709 e uma mínima de 97.758. A desvalorização veio após um mês positivo em maio, com alta de 3,22%.

Junho registrou o pior desempenho para a cotação do Ibovespa desde março de 2020. A queda ocorre em meio a um desempenho ruim no mercado externo: o S&P 500, principal índice de ações dos Estados Unidos, apresentou seu pior semestre desde 1970.

No radar do mercado de ações, estão os receios de uma possível recessão na economia, com a tentativa dos bancos centrais de arrefecer a inflação, por meio do aumento das taxas de juros e políticas monetárias mais incisivas.

Entre as ações que mais subiram em junho, se destacam os papéis da Eletrobras (ELET3). O ticker ELET6 foi o que teve mais ganhos durante o período, com uma valorização de 12,18%. O papel ELET3 teve uma valorização de 9,63%, ficando na segunda colocação da lista de maiores altas do Ibovespa. A alta da Eletrobras veio em linha com o otimismo com o processo de privatização, estimulando a concorrência do setor elétrico.

Importante destacar que apenas quatro ações tiveram resultados positivos no último mês, de um total de 91 tickers que compõem as ações do Ibovespa. Além dos dois tipos de papéis da Eletrobras, outras duas empresas fecharam o mês no positivo: Fleury (FLRY3) e Weg (WEGE3). A Fleury se destacou após uma alta de mais de 16% em um único pregão, impulsionada pelo anúncio de fusão com a Hermes Pardini (PARD3).

Veja quais foram as quatro únicas altas do Ibovespa em junho:

  1. Eletrobras (ELET6) – 12,18%
  2. Eletrobras (ELET3) – 9,63%
  3. Fleury (FLRY3) – 7,38%
  4. Weg (WEGE3) – 4,26%

Eletrobras também lidera entre as maiores altas do semestre no Ibovespa

Além do encerramento do mês de junho, o mercado financeiro observou o fechamento do primeiro semestre de 2022 — nada fácil também para os investidores. Até o dia 29 de junho, das 91 ações do Ibovespa apenas 35 tinham um resultado positivo. A guerra entre Rússia e Ucrânia perdura por quase 130 dias, enquanto os bancos centrais adotam medidas para conter a inflação, como o aumento das taxas de juros – cenário desfavorável para os ativos de renda variável.

Assim como a Eletrobras se destacou no mês de junho, foi uma das principais altas do semestre. A lista de maiores altas do Ibovespa nesse período foi liderada pela empresa de pagamentos Cielo (CIEL3), com uma valorização de 65,54% nos seis primeiros meses do ano.

Logo em seguida, na segunda posição ficou as ações preferenciais da Eletrobras (ELET6), com variação de +47,04%. As ações ordinárias da companhia (ELET3) veio na terceira colocação, com ganhos de 40,88%.

Veja quais foram cinco ações que mais subiram no primeiro semestre:

  • Cielo (CIEL3): +65,54%
  • Eletrobras PN (ELET6): +47,04%
  • Eletrobras ON (ELET3): +40,88%
  • Hypera (HYPE3): +36,61%
  • BB Seguridade (BBSE3): +30,07%

Como a Eletrobras aparece duas vezes nessa lista, é possível considerar a sexta posição entre as maiores altas de ações do Ibovespa: a Minerva (BEEF3) ficou nessa posição, com valorização de 28,45%.

João Vitor Jacintho

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO