3R Petroleum (RRRP3): Safra vê alta de 85,48% depois de aquisição do Polo Potiguar

3R Petroleum (RRRP3): Safra vê alta de 85,48% depois de aquisição do Polo Potiguar
Refinaria de Petróleo. Foto: Pixabay

Na última sexta-feira (28), a Petrobras (PETR4) aprovou a venda do Polo Potiguar (RN) para a 3R Petroleum (RRRP3). O banco Safra analisou a operação como positiva e destacou três motivos para isso.

O primeiro é o tamanho significativo do Polo Potiguar em relação à produção atual da 3R Petroleum. Em seguida, vem a potencial captura de sinergias com outros clusters da empresa na região e, por fim, a adição de ativos midstream, que proporcionarão maior flexibilidade comercial para a empresa.

Com isso, o Safra recomenda compra das ações da 3R Petroleum, com preço-alvo de R$ 70,00 – que corresponde a uma valorização de 85,48% em relação ao último fechamento (R$ 37,74 ).

Aquisição do Pólo Potiguar

De acordo com o Safra, em 2021, o Polo Potiguar produziu em média 20,6 mil bpd de petróleo e 58,1 mil m3/d (0,35 mil boed) de gás. Isso representa mais de 85% da produção de 24,1 mil boed dos demais campos do 3R Petroleum nos primeiros 11 meses do ano (considerando tanto os operados pela empresa quanto os que ainda aguardam aprovação regulatória final).

Além da concessão dos 22 campos, o contrato também inclui a transferência da infraestrutura e dutos que sustentam a operação, a refinaria Clara Camarão (com capacidade de 39,6 mil bpd), unidades de processamento de gás natural (UPGNs) e um terminal com capacidade para exportação e importação de petróleo e derivados.

“Isso aumentará a flexibilidade da 3R Petroleum, pois a empresa terá a opção de refinar parte da produção de petróleo, vender seu produto diretamente pelo terminal aquaviário e ter capacidade própria de processamento e compressão de gás com acesso à rede de transporte”, diz relatório do Safra.

Vale a pena investir na 3R Petroleum?

O banco Safra destaca três motivos para se investir na empresa de gás e petróleo. São eles:

  • Campos maduros que podem ser operados a custos atrativos e com potencial para aumentar os fatores de recuperação;
  • Equipe de gestão experiente; e
  • Oportunidades de aquisição de ativos.

Já os pontos de risco em relação à empresa são cinco, mas não são atrelados ao operacional da 3R Petroleum, e, sim, a fatores externos. Veja:

  • Preços do petróleo, que influenciam diretamente os resultados da empresa;
  • Riscos de execução relacionados não apenas à operação de campos de petróleo e gás, mas também ao número crescente de projetos simultâneos;
  • Regulamentação;
  • Crescente competição pela aquisição de ativos de petróleo e gás; e
  • Questões ambientais inerentes ao setor.

Cotação 3R Petroleum nesta segunda (31)

Por volta das 17h30 (horário de Brasília), a cotação da 3R Petroleum apresentava alta de 1,72%, com as ações negociadas a R$ 38,39.

Nos últimos 12 meses, os papéis da 3R Petroleum acumulam alta de 16,5%, valendo R$ 50,99 na máxima e R$ 26,35 na mínima.

Monique Lima

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO