Peter Lynch Peter Lynch

Peter Lynch

Perfil de Peter Lynch
Idade 78
Nome Completo Peter Lynch
Nascimento 19/01/1944
Local de Nascimento Newton, EUA
Filhos 1
Nacionalidade Estadunidense
Formação Administração de empresas
Ocupação Vice-presidente da Fidelity Management & Research Co.
Conhecido Como Peter Lynch
Estado Civil Casado
Site Oficial http://www.thelynchfoundation.com/
Redes Sociais Twitter

Biografia de Peter Lynch

Peter Lynch se tornou uma grande referência no mundo dos investimentos. As lições passadas por ele durante sua trajetória serviram de inspiração e aprendizado para muitos investidores, tanto para iniciantes quanto para os mais experientes do mercado financeiro.

Peter Lynch deixou diversas frases importantes que marcaram sua trajetória, uma das mais conhecidas a que diz: “invista no que você conhece”. Peter Lynch foi administrador do fundo de ações Fidelity Magellan, cuja valorização foi de 2.700% entre 1977 e 1990.

Quem é Peter Lynch?

Peter Lynch
Foto: Reprodução/ YouTube

Peter Lynch foi um dos investidores com maior sucesso em todos os tempos. Muito se deve ao seu período como gerente do Fidelity Magellan Fund, onde sob sua liderança o fundo de investimentos tornou-se um dos primeiros do mundo no segmento.

As lições de Lynch são utilizadas como guia para investidores terem sucesso na hora de saber em quais tipos de ações investir.

Apesar da formação de Peter Lynch em história, psicologia e filosofia, além de mestre em administração de empresas, ele ficou fortemente conhecido por seu sucesso e trajetória marcante no mundo dos investimentos.

Biografia de Peter Lynch

Peter Lynch nasceu em 19 de janeiro de 1944, na cidade de Newton, estado do Massachusetts, Estados Unidos. Apenas com 10 anos, Peter perdeu seu pai, vítima de um câncer. Na época sua mãe teve que trabalhar para ajudar no sustento da família.

O jovem Peter começou como um simples carregador de tacos em um clube de golfe na cidade onde nasceu, que ficava próximo a Boston. O clube era frequentado por executivos, e assim, Lynch passou a ter mais contato com o mercado de ações, por conversas que ele ouvia dessas pessoas.

Por conta disso, começou a acompanhar mais sobre o assunto nos jornais e acabou se interessando mais pelo tema. Tempos depois, ele começou a estudar no Boston College, onde cursou bacharel em Ciências, no ano de 1965, por uma bolsa de estudos.

Desde cedo o mercado financeiro faz parte da vida de Lynch. Ainda no colegial o jovem já investia suas economias na compra de títulos.

Ainda no Boston College, ele usou suas economias pessoais para comprar 100 ações da Flying Tiger Airline. Na época por 8 dólares cada. Algum tempo mais tarde cada ação tinha 80 dólares de valor. Eram os primeiros passos para a construção da fortuna de Peter Lynch que viria no futuro.

Os primeiros investimentos de Peter acabaram se beneficiando da Guerra do Vietnã, com o aumento do transporte de tropas para o local dos conflitos, o que fez com as ações que ele havia comprado na companhia aérea se valorizassem fortemente. O sucesso nesse aporte fez com que ele se interessasse ainda mais por investir.

Peter também conheceu sua mulher durante sua passagem em Boston College, Carolyn Ann Hoff, com quem se casou no ano de 1968.

Início da carreira de Peter Lynch

Também pelo Boston College ele se especializou em história, filosofia, psicologia, em 1965. Sua primeira experiência profissional no setor de investimentos foi em 1966, quando se tornou estagiário na Fidelity Investments.

Sua entrada na empresa foi facilitada muito por conta de sua atuação como “caddy” (carregador de tacos), já que ele atuou na função para o presidente da companhia durante 8 anos.

No mesmo ano, se tornou mestre em administração de empresas pela Universidade da Pensilvânia. Porém, obrigações militares fizeram com que Lynch se afastasse dos negócios, já que ele precisou se alistar durante 2 anos no exército.  Em 1969 ele é contratado em definitivo pela Fidelity.

Ele se tornou analista da companhia, já sua mulher atuava como fisioterapeuta. Ambos passaram a residir próximo a Boston, na cidade de Marblehead.

Com o tempo na empresa, ele começou a ganhar mais reconhecimento, se tornando mais relevante na companhia. No ano de 1974, virou diretor de Pesquisas da Fidelity.

Peter Lynch na Fidelity Magellan

Peter Lynch
Foto: Reprodução/YouTube

Passados 3 anos atuando em seu novo cargo, ele se tornou gestor do fundo Magellan, função onde ele obteve o reconhecimento de “guru” dos investimentos anos mais tarde.

No período, o mercado observava o fundo com desconfiança, quando este ainda possuía 18 milhões de dólares em ativos. Essas dúvidas foram sendo gradualmente aniquiladas, já que Peter conseguiu transformar o Fidelity Magellan no maior fundo de ações do mundo.

Durante seus 13 anos no cargo, o Magellan conseguiu retorno médio anual de 29,2%. Batendo o S&P 500 anualmente. Peter Lynch contou com grandes acertos em seus investimentos, com aplicações em empresas como Ford, Volvo, MCI, Philip Morris, Kemper, Lowe, Fannie Mae, General Electric e Student Loan Marketing.

Muito do sucesso do Magellan Fund com Peter Lynch está diretamente relacionado aos métodos de investimento e capacidades desse grande investidor.

Se aposentando da posição de líder relativamente jovem, com 46 anos, para voltar seus esforços à filantropia, o investidor deixou um enorme legado para o meio.

Sob sua tutela, o grupo vai de uma carteira com 18 milhões de dólares em ativos, para 14 bilhões de dólares em ativos, em 1990.

Em 1990, Peter Lynch se aposentou do cargo, mas mantém-se ligado ao fundo como vice-presidente da Fidelity Management & Research Co. braço voltado à prestação de consultorias do grupo.

Por 13 anos no cargo, o lendário investidor seguiu o dogma de posicionar suas ações fundadas no conhecimento prévio de onde estava investindo e – principalmente – o porquê de investir em tal negócio.

Com tamanho sucesso alcançado por Peter Lynch no fundo de investimento, a aposentadoria do investidor acabou gerando surpresa em muitos investidores. Afinal, por que Peter teria se aposentado tão “cedo”?

A decisão de Peter de se aposentar estava muito relacionado com sua família. Ele mesmo apontou em certa ocasião ao Wall Street Journal ter trabalhado todos os sábados desde o ano de 1982. Durante diversos meses, trabalho em algumas manhãs de domingo, antes de ir igreja, como era de costume.

Lynch também lembra que em 1987, ocorreu a “segunda-feira negra”, que trouxe uma queda no índice Dow Jones de 22,6%. O mercado só se recuperaria em janeiro de 1989.

Apesar disso, este não foi o pior momento para Magellan, dado os fundamentos que este seguia. Algo que sua vida foi a Guerra do Golfo, no ano de 1990, o que trouxe incertezas do ataque dos EUA ao Iraque.

Filantropia de Peter Lynch

Após deixar a liderança da Magellan, Lynch passou a investir parte de seu tempo e dinheiro em assuntos ligados a filantropia, com sua esposa.

Anteriormente, o casal já ajudava grupos de escoteiras, a igreja e também o museu Peabody Essex, do segmento artístico. As ações filantrópicas passaram então a ser feitas através de uma empresa sem fins lucrativos.

Nesse caso, o foco era ajudar na educação, saúde, religião, preservação histórica e da cultura. Com o tempo, o foco ficou mais na área da educação, associada a outras empresas e investimentos.

Sua esposa Carolyn era presidente da entidade de filantropia que fundaram, mas esta acabou falecendo com leucemia em 2015, e o cargo passou então a ser liderado por Peter Lynch.

O casal auxiliou a Escola de Educação e Desenvolvimento Humano do Boston College, realizando a doação de US$ 10 milhões para a mesma. Por conta deste ato, no ano 2000 esta passou a ser conhecida como Escola de Educação e Desenvolvimento Humano Carolyn A. e Peter S. Lynch. A mesma quantia foi doada em 2010 para a fundação da Academia de Liderança Lynch.

O jeito Peter Lynch de investir

Peter Lynch
Foto: Reprodução/YouTube

Como Lynch investe foi representado em seus livros. Ele é um dos autores da obra “One Up on Wall Street”, conhecida no Brasil como “O jeito Peter Lynch de investir”, criado no ano de 1989, sendo este um dos seus maiores sucessos.

Outra obra de Lynch foi “Beating the Street”, que traduzida para o português seria “Vencendo Street”, do ano de 1993. Dois anos mais tarde, ele também foi autor do “Learn to Earn” – “Aprenda a ganhar”. Os 3 livros tiveram a participação do jornalista e escritor John Rotschild.

Uma das principais filosofias de Lynch nos investimentos é: “Invista no que você conhece”. Mas além de conhecer a empresa, o “guru” dos investimentos destaca ser importante saber como funciona o negócio de forma profunda antes de investir, inclusive o seu balanço, considerando o segmento de atividade que se tem mais especialidade.

A principal estratégia de investimento de Peter Lynch é o investimento em empresas sólidas. Para ele, analisar as empresas é mais importante que observar as projeções econômicas e das taxas de juros.

Nesse sentido, as ações investidas por Peter são em investimentos de longo prazo, de modo que o desempenho dos aportes que realizou com essa ideia foi melhor que de outros investimentos.

Assim, ele ressalta seu outro ideal, sendo: “Ter ações é como ter crianças, não se envolva com mais do que você consegue lidar”. Desse modo, é preciso ignorar as oscilações do mercado, desde que esteja pautado em fundamentos. Para ele “No mercado de ações, o órgão mais importante é o estômago. Não o cérebro”.

O jeito Peter Lynch de investir é difundido até hoje para pessoas que estão iniciando sua caminhado na bolsa de valores e, também, aos mais experientes.

A regra base que parte dos livros de Peter Lynch é: “Antes de comprar você precisa saber explicar o que está comprando”.

Estratégia de investimento de Peter Lynch

Com tal indagação, a lenda da bolsa de valores resumiu a necessidade de levar o mercado financeiro de forma séria e foi responsável pela própria construção do patrimônio de Peter Lynch.

Isto é, existe a necessidade de entender a complexidade que envolve o meio e compreender a análise de risco antes de investir dinheiro nos títulos de alguma empresa, o que trouxe de forma prática o sucesso para o grande investidor Lynch ao longo da história.

Sua estratégia, na prática, consiste em conhecer a empresa com interesse e classificar o ativo dentro das 6 classes de ativos segundo Peter Lynch:

Crescimento Lento

Empresas com um crescimento anual pouco acima do crescimento do PIB. Empresas de utilidade pública, como aquelas que atuam no setor de energia geralmente se enquadram nesta classe de ativos.

Um bom indicador para ver se uma companhia está na classe de crescimento lento é se a empresa remunera os acionistas com boa parte de seus lucros (payout elevado), geralmente esse tipo de companhia não possui grandes projetos internos.

Crescimento Moderado

Empresas que não apresentam as maiores taxas de crescimento do mercado, e ainda apresentam crescimento relevante quando comparadas às empresas de crescimento lento.

São empresas grandes e sólidas e você sabe que estas companhias não quebrarão durante uma crise.

Crescimento Rápido

Aqui se encontram as empresas favoritas de Lynch. Empresas novas e pequenas que crescem mais de 20% ao ano.

Um modelo de negócio bem-sucedido pode levar ao crescimento rápido de uma empresa mesmo em uma indústria de baixo crescimento. O desafio é perceber quando o crescimento desacelera e quanto você deve pagar pelo crescimento esperado.

Cíclicas

São aquelas empresas onde as receitas e lucros sobem e descem de maneira regular, a depender da conjuntura macroeconômica ou outros fatores. 

O investidor deve tomar cuidado com esse tipo de ativo. Caso o investimento seja realizado no momento errado do ciclo, você pode perder rapidamente mais de 50% do investimento, podendo levar anos até a próxima alta.

Turnarounds

“Turnarounds”, segundo Lynch, é a classe de ações que envolve empresas que, por algum motivo, necessitam de mudanças drásticas para se recuperar da iminência de encerramento de suas atividades.

Lynch, em seu livro, menciona o caso da Toys “R” US. Quando a empresa foi separada de sua controladora, a cotação de suas ações multiplicou por 57.

Ativos Subprecificados

Empresas que se enquadram nesta classe possuem ativos mal avaliados que acabam passando desapercebidos aos investidores.

Segundo Lynch, oportunidades como essa estão por toda parte. Obviamente é necessário conhecer profundamente a companhia para encontrar ativos mal precificados que os outros não enxergam, entretanto, quando encontrados, tudo que você precisa é paciência para aguardar a correção do preço.

Vida pessoal de Peter Lynch

Atualmente, Peter ocupa o cargo de presidente da Fundação Lynch. Ele vive em Boston e gosta de passar seu tempo com as três filhas e os oito netos. Ele é de religião católica e ajuda em ações importantes para uma igreja localizada em Boston.

O grande guru dos investimentos passou então a atuar fortemente no campo da filantropia, e para isso, foi criada a Fundação Lynch, instituição que desde sua criação já doou mais de 80 milhões de dólares.

Apoiando causas ligadas à educação, organizações religiosas, organizações culturais e históricas e hospitais e pesquisas médicas.

Em 2003, Peter Lynch foi chamado de lenda na atualização do livro The Intelligent Investor, feita por Jason Zweig, e de autoria original de um dos maiores investidores de todos os tempos, Benjamin Graham.

O que achou da trajetória de vida de Peter Lynch? Deixe nos comentários a parte que mais chamou sua atenção.

Ler mais

Compartilhe sua opinião