Pedro Franceschi Pedro Franceschi

Pedro Franceschi

Perfil de Pedro Franceschi
Nome Completo Pedro Franceschi
Local de Nascimento Brasil
Nacionalidade Brasileiro
Ocupação Empresário
Fortuna US$ 1,5 bilhão (2023)
Conhecido Como Pedro Franceschi
Estado Civil Solteiro
Redes Sociais Facebook Twitter Linkedin

Biografia de Pedro Franceschi

Pedro Franceschi se tornou um dos mais jovens bilionários brasileiros, com seu parceiro de negócios Henrique Dubugras. Os dois fundadores da Brex alcançaram uma fortuna de US$ 1,5 bilhão cada um, montante equivalente a R$ 7 bilhões na moeda nacional.

Assim como ocorreu com Henrique Dubugras, seu sócio Pedro Franceschi deixou a faculdade de Stanford para seguir sua trajetória no empreendedorismo. A parceria entre os jovens amigos resultou em um empreendimento de sucesso que vale dezenas de bilhões de dólares.

Segundo a lista da Forbes 2023, o brasileiro é o 1929° homem mais rico do mundo.

ANIVERSARIO SUNO 7 ANOS

Quem é Pedro Franceschi?

Pedro Franceschi
Foto: Reprodução/ YouTube

Pedro Franceschi é um dos fundadores da Brex, uma empresa que pertence ao setor de tecnologia e de serviços de pagamento nos EUA. A companhia traz a possibilidade de startups terem acesso a cartões de crédito corporativo, ajudando no crescimento dessas empresas.

Mesmo sendo tão jovem, Pedro Franceschi se tornou um dos grandes nomes do empreendedorismo brasileiro. Ele é um dos mais jovens bilionários da lista da Forbes, assim como seu sócio Henrique Dubugras.

Como Pedro Franceschi conheceu Henrique Dubugras?

Pedro Franceschi
Foto: Reprodução/ YouTube

O grande crescimento e sucesso da Brex surgiu a partir da parceria entre Pedro Franceschi e Henrique Dubugras. A amizade entre eles surgiu a partir de dezembro de 2012, por uma troca de mensagens no Twitter.

Antes da fundação da Brex, Pedro Franceschi e Henrique Dubugras ja foram sócios em diferentes empreendimentos. Apesar de morarem em cidades distintas, isso não impediu que eles se desenvolvessem todos os projetos que tentaram até então.

Era visível que eles não tinham somente uma verdadeira paixão pela tecnologia, mas também um grande talento de desenvolver coisas importantes nessa área.

Quando Pedro Franceschi tinha apenas 12 anos, ele se tornou primeira pessoa do mundo a conseguir desbloquear um iPhone 3G.  Com 15 anos, conseguiu fazer com que o comando de voz da Apple, a Siri, pudesse falar no idioma português.

Seu amigo Henrique Dubugras seguia no mesmo ritmo. Aos 16 anos, ele criou um aplicativo de educação que ficou por um tempo entre os mais baixados da App Store, que tinha o nome de “Estudar”.

EBOOK 10 LIVROS

O ponto em comum que aproximou os jovens empreendedores, foi o interesse pelo setor de tecnologia, tema este que eles frequentemente conversavam pelas redes sociais. Tempos depois, com um rápido crescimento de suas carreiras, eles viraram uma das grandes referências no Vale do Silício.

Apesar disso, uma importante figura foi essencial para eles poderem iniciar a trajetória de sucesso que possuem atualmente, o investidor Daniel Ibri.

A fundação da Pagar.me

Henrique Dubugras, sócio de Pedro Franceschi, conheceu o investidor e dono da venture capital Grid, Daniel Ibri. O encontro eles ocorreram no evento Americas Venture Capital Conference, durante o final do ano de 2012.

Nesse evento teria uma premiação ao melhor projeto, que naquela edição tinha como temática principal a “maratona da programação”. O prêmio foi para 3 brasileiros, sendo eles Henrique Dubugras, Haddad Braga e Anderson Ferminiano.

Posteriormente, Pedro Franceschi e Henrique Dubugras conheceram André Street, que já tinha até então uma certa experiência no setor de pagamentos. Street havia criado a Braspag, que tempos depois foi vendida para a Cielo. O dinheiro arrecado com a venda fez com que ele fundasse a Arpex Capital, que era um fundo de venture capital que tinha como foco principal investir em startups.

Com mais um investidor acreditando na Pagar.me, o projeto finalmente conseguiu dar seguimento, a partir do ano de 2013. A empresa passou a crescer rapidamente, mas Daniel Ibri precisou deixá-la cerca de 1 ano depois, já que seu fundo Grid estava em processo de fechamento.

Pedro Franceschi e Dubugras então venderam suas participações da Pagar.me no ano de 2016. A compradora foi a Stone, que hoje tem capital aberto na Bolsa de Valores em Nova York desde 2018.

Fundação da Brex

Apesar de já terem adquirido sucesso em seus negócios recentes, Pedro Franceschi e Henrique Dubugras acabaram tentando seguir o caminho acadêmico. Eles receberam financiamento da Fundação Estudar, que pertence a Jorge Paulo Lemann, para poderem entrar na Universidade de Stanford.

Mas essa mudança de rumo acabou durando pouco. Com menos de 1 ano de curso, os jovens deixaram a faculdade para continuar dando atenção aos seus negócios. Nesse período, o investidor Daniel Ibri já havia estruturado um novo fundo: o Mindset Ventures.

Ibri voltaria a investir nos projetos de Pedro Franceschi e Henrique Dubugras, mas dessa vez em um novo negócio. No ano de 2017 a Brex foi criada, e mudou radicalmente a vida dos jovens empreendedores.

PLANILHA CONTROLE GASTOS

Com sede em São Francisco, nos EUA, o intuito da Brex era de transformar a indústria de cartões de crédito corporativos. Os números alcançados mostram que de fato eles podem estar nesse caminho. No mês de janeiro de 2022, a empresa de Pedro Franceschi e Henrique Dubugras conseguiu levantar US$ 300 milhões em investimentos.

Com cada vez mais recursos arrecadados ao longo do tempo, o projeto atraiu diversas empresas, fundos e investidores conhecidos, dentre os quais se inclui:

  • Greenoaks Capital;
  • TCV;
  • Ribbit Capital;
  • DST Global;
  • Kleiner Perkins;
  • Tiger Global Management;
  • Peter Thiel;
  • Max Levchin (fundador da empresa Affirm);
  • Mindset Ventures (de Daniel Ibri).

Com apenas 2 anos da abertura do novo negócio e um rápido crescimento da empresa, Pedro Franceschi e Dubugras já alcançaram uma importante marca pessoal. Eles fizeram parte da lista 30 Under 30 de finanças da Forbes nos EUA e entraram para a lista dos mais jovens bilionários da revista no ano de 2022.

O que achou da trajetória de vida de Pedro Franceschi? Deixe nos comentários a parte que mais chamou sua atenção.

EBOOK 10 LIVROS

Ler mais

Perfis Relacionados a Pedro Franceschi

Compartilhe sua opinião