Jorge Feffer Jorge Feffer

Jorge Feffer

Perfil de Jorge Feffer
Nome Completo Jorge Feffer
Nascimento 1965
Local de Nascimento São Paulo, Brasil
Nacionalidade Brasileiro
Formação Administração de empresas
Ocupação Membro de Conselho da Suzano
Fortuna US$ 1,4 bilhão
Conhecido Como Jorge Feffer
Estado Civil Divorciado
Redes Sociais Linkedin

Biografia de Jorge Feffer

Quem é Jorge Feffer

Jorge Feffer é membro do Conselho da Suzano Papel e Celulose, maior empresa produtora de celulose do mundo e uma das maiores companhias exportadoras do Brasil. Jorge é um dos netos de Leon Feffer, o fundador do grupo, responsável pela gestão do negócio, além de ser acionista da Suzano.

Jorge Feffer trabalha também como Diretor Executivo da Premesa S.A. e na posição de Diretor na Nemonorte Imóveis e Participações Ltda.

Feffer está na lista de 2019 da Forbes de pessoas mais ricas do mundo. Com uma fortuna estimada em US$ 1,4 bilhão, o empresário ocupa 1605ª do ranking.

Formado em administração, Feffer tem a maior parte de sua carreira voltada ao trabalho na Suzano.

O empresário também ocupa o cargo de vice-presidente do conselho diretivo e membro do conselho superior do Ecofuturo.

Além de ser fundador e patrocinador da Biblioteca de Crítica Social.

Início da Suzano

Jorge Feffer

Jorge Feffer nasceu no ano de 1965, na cidade de São Paulo, Brasil.

Jorge é neto do imigrante ucraniano Leon Feffer, que chegou à cidade de São Paulo no início dos anos 20.

Na capital paulistana ele se estabeleceu, inicialmente, como um empresário da área de envelopes, sendo que em sua primeira década no país, Leon abriu uma pequena indústria voltada para o setor.

Contudo, foi no final dos anos 30, em 1939, que ele se fixou como um dos principais industriais do estado, quando construiu e instalou no Ipiranga, bairro da cidade de São Paulo, a fábrica que no futuro se tornaria a Suzano.

Outra pessoa fundamental nos primeiros anos da empresa foi Max Feffer, pai de Jorge. Na juventude, Max já auxiliava o pai nas questões ligadas a empresa.

A primeira grande influência de Max no negócio se deu na década de 50, quando ele foi um dos responsáveis pelo desenvolvimento de alternativas para a produção de celulose. O executivo ainda influenciou na profissionalização do negócio.

Outro ‘grande passo’ de Max no comando do negócio foi ao começar a investir no setor petroquímico. O pai de Jorge ainda foi responsável pela criação do Instituto Ecofuturo, organização voltada para promoção do desenvolvimento sustentável.

Tanto Jorge, quanto seu irmão mais velho, David Feffer, iniciaram sua carreira na empresa da família no final da década de 70 e início dos anos 80.

Carreira de Jorge Feffer

Jorge se formou em administração de empresas pela Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP).

Sua história na empresa da família começou em 1979, quando assumiu o posto de assistente de planejamento.

Em quase quatro décadas, Feffer passou por diversas funções dentre do grupo. Sendo que com o maior destaque foi entre 2013 e 2015, quando foi Diretor Vice-Presidente Corporativo da Suzano Holding S.A.

Desde 2001, Jorge é diretor da Suzano Papel e Celulose S.A. O executivo ainda trabalhou como diretor na Braskem Petroquímica Petroquímica S.A. ao longo de sua trajetória profissional.

Fora do grupo da família, o empresário tem sua carreira ligada a empresas como: Premesa S.A.; Nemonorte Imóveis e Participações Ltda e Vocal Comércio de Veículos Ltda. Em todas ocupando função de diretor.

Feffer ainda foi Vice-Presidente Corporativo da ILPF Holding S.A.

Jorge Feffer ganhou destaque no início de 2019, por fazer parte da lista de bilionários da Forbes. Colocação que teve influência direta da compra da Fibria pela Suzano, fazendo o grupo se tornar a maior empresa produtora de celulose do mundo e com faturamento acima de R$ 22 bilhões. Como acionista, Jorge se beneficiou do negócio. Para entender sobre o faturamento da Suzano, leia o artigo da Suno sobre os números desta importante empresa.

Ler mais

Compartilhe sua opinião