Petrobras (PETR4) deve ter “surpresa e remuneração substancial” de dividendos em 2024, diz UBS BB

Em nova análise sobre as ações da Petrobras (PETR4), analistas do UBS BB cortaram o preço-alvo para as ADRs da companhia listadas em Nova York e aumentaram o preço-alvo das ações preferenciais listadas no Brasil.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-1.png

Nesse contexto, os especialistas mantiveram recomendação de compra para as ações da Petrobras.

“O plano apresentado pela empresa parece conservador, e é provável que vejamos surpresas positivas sendo traduzidas em maiores fluxos de caixa livre (FCF) e dividendos“, diz a casa sobre o plano estratégico apresentado recentemente.

A equipe do UBS BB ajustou seu modelo considerando a curva de preços do petróleo, projetando um aumento para US$ 87 por barril no próximo ano e alcançando US$ 80 em 2026.

Também mencionaram investimentos mais elevados, conforme previsto no plano estratégico da Petrobras para 2024-2028, embora ainda prevejam investimentos em caixa em 80% do total estimado.

Apesar do aumento no preço-alvo das ações PETR4, os ADRs da Petrobras negociados nos Estados Unidos tiveram seu preço reduzido, de US$ 17,50 para US$ 17,20, explicado por considerações cambiais.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-2-1.png

Dividendos da Petrobras: potencial de 18% aos acionistas

Além disso, apesar de esperarem uma redução nos dividendos da Petrobras em relação ao passado recente, o UBS BB ainda estima uma remuneração substancial aos acionistas.

A companhia destacou que no Plano Estratégico 2024-28 não incluiu nenhum grande notícia, mas uma confirmação da resiliência que a empresa alcançou, com acréscimo detalhes sobre os retornos esperados.

“Estruturalmente, mantemos a nossa opinião de que a empresa está gradualmente mudando para uma estratégia que pode gerar retornos mais baixos aos acionistas, com deterioração da política de preços dos combustíveis, da distribuição de dividendos, maiores investimentos em projetos de menor retorno e uma flexibilização na supervisão da governança”, diz o UBS BB.

“Apesar de tudo isso, continuamos a ver um forte potencial de dividendos previsto para 6,5%. rentabilidade para o 4T23, e rentabilidade de 18% para 2024”, completa a casa, sobre a Petrobras.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Eduardo Vargas

Compartilhe sua opinião