Reed Hastings Reed Hastings

Reed Hastings

Perfil de Reed Hastings
Idade 61
Nome Completo Wilmot Reed Hastings Jr.
Nascimento 08/10/1960
Local de Nascimento Boston, Estados Unidos
Filhos 2
Nacionalidade Norte-americano
Formação Ciência da computação
Ocupação CEO do Netflix
Fortuna US$ 5,1 bilhões (2021)
Conhecido Como Reed Hastings
Estado Civil Casado
Site Oficial https://www.netflix.com
Redes Sociais Facebook Twitter Linkedin

Biografia de Reed Hastings

Quem é Reed Hastings

Reed Hastings é cofundador e CEO da Netflix, uma provedora global de filmes e séries através de streaming e que, em 2021, atingiu o valor de mercado superior a US$ 291 bilhões de dólares. Reed foi o responsável pela idealização do projeto na década de 90. Além disto, os valores da empresa foram estruturados por experiências profissionais que ele teve anteriormente.

Além do Netflix, Reed Hastings é conhecido por fazer parte do Conselho do Facebook e ter integrado a equipe da Microsoft. O executivo também tem parte de sua história voltada para causas sociais. Tanto que parte da fortuna de Reed Hastings é destinada para instituições voltadas a promoção e desenvolvimento social.

Biografia de Reed Hastings

Wilmot Reed hastings Jr. nasceu no dia 8 de outubro de 1960, na cidade de Boston, Estados Unidos. Durante a juventude ele entrou para o Corpo de Fuzileiros Navais e, posteriormente migrou para o Corpo da Paz, período que mudou a biografia de Reed Hastings drasticamente, segundo o próprio.

Na década de 80 ele lecionou matemática no ensino médio na Suazilândia. Segundo Reed foi um dos períodos que mais moldou sua trajetória. Após voltar para os Estados Unidos, Hastings ingressou no curso de ciência de computação na Universidade de Stanford, onde concluiu sua graduação e mestrado na área.

Seu primeiro emprego foi na Adaptive Technology, período que, segundo o próprio, fez ele entender a necessidade de priorizar a qualidade no lugar de quantidade. Em 1991, Hastings criou a Pure Software. Sua falta de experiência em gestão fez com que ele deixasse o cargo de CEO quatro anos após o lançamento da empresa.

Além da ser um dos fundadores do Netflix, Reed é parte do Conselho do Facebook desde junho de 2011. Também foi parte do Conselho da Microsoft entre 2007 e 2012.

Hastings, também é conhecido por suas ações ligadas a investimento social, além de ser ex-membro do Conselho Estadual de Educação da Califórnia.

Criação do Netflix

Reed Hastings
Foto: Reprodução/YouTube

Antes de abrir seu próprio negócio, no início dos anos 90, Reed trabalhou por uma empresa de softwares. Em 1991, ele inaugurou a Pure Software. O rápido crescimento do negócio fez com que Reed não se sentisse apto a ser um CEO. Tanto que deixou a função em 1995.

Seis anos depois Reed lançou a empresa Netflix. A motivação era, principalmente, criar um serviço que aumentasse a comodidade de quem alugava filmes por entregas pelo correio. Na época ele abriu a empresa na companhia de Marc Randolph. A cultura implementada pelo empresário foi um dos grandes destaques iniciais do Netflix.

A ideia da criação da Netflix surgiu de uma multa de US$ 40 que Hastings tinha com uma locadora.

Sobre a multa, ele conta que foram 6 semanas de atraso para que se chegasse nesse valor, e ele tinha perdido a fita cassete. Além disso, ele não queria contar a situação para sua esposa. Foi assim que voltando do ginásio, Reed diz que percebeu que eles tinham um modelo de negócio melhor, em que se pagava US$ 30 ou US$ 40 dólares por mês no serviço.

A partir desta observação, ele teve a ideia de fazer um serviço que utilizava os correios para entrega de filmes. O cofundador Marc Randolph também contribuiu de forma direta no negócio, isto porque ele implementou a ideia de entregar um conteúdo específico ao gosto do cliente. Randolph ficou até 2004 no grupo.

Ascensão do Netflix

Reed Hastings
Foto: Reprodução/YouTube

Nos anos seguintes, a empresa substituiu o sistema de locadora para streaming, e também se expandiu de forma global, fazendo com que a Netflix se tornasse o que é atualmente. Com a ascensão da empresa, Reed Hastings se tornou um dos nomes de respeito no meio digital.

A Netflix foi lançada em abril de 1998, fazendo aluguel de filmes. Os pedidos feitos pelos clientes se dava através do site da empresa e chegavam através das entregas pelo correio. Assim, quando o usuário terminava o filme, devolvia o mesmo para a Netflix, com os envelopes.

A empresa cresceu de forma relevante, e assim, adicionou em seu portfólio um novo serviço de assinatura. Com isso, os clientes poderiam alugar DVDs de forma ilimitada durante o mês, sem multas de atraso, pagando apenas um valor mensal.

Foi a partir dos anos 2000 que a empresa adotou um método de recomendação de filmes, ou seja, as pessoas que assinavam o aluguel de vendas davam suas classificações para os filmes, de maneira que quem fosse assistir, saberia a opinião geral a respeito dele.

Isso é algo semelhante ao que já acontece na Netflix atualmente, embora as proporções de tamanho da empresa sejam muito distintas para tal comparação.

Na época, a Blockbuster era uma das grandes empresas de aluguel de filmes. Ela teve a oportunidade até mesmo de comprar a Netflix, mas não o fez. Sem conseguir acompanhar o ritmo de crescimento dos serviços de aluguel de filmes online, nem mesmo na evolução de streaming, a gigante do segmento acabou falindo no ano de 2010. E em 2018, o grupo da Netflix alcançou mais de 100 milhões de assinantes pelo mundo.

A Regra é Não Ter Regras: A Netflix e a Cultura da Reinvenção

O sucesso da empresa e de Reed Hastings fez com que ele escrevesse um livro, com Erin Meyer. O dono da Netflix é o autor da obra “A Regra é Não Ter Regras: A Netflix e a Cultura da Reinvenção”.

Erin Meyer já escreveu a obra “The Culture Map”. Ela é professora da INSEAD, uma renomada instituição de ensino no âmbito dos negócios. Ela possui reconhecimento mundial, com trabalhos publicados em Harvard Business Review, The New York Times e Forbes, por exemplo.

O livro foi publicado em 10 de setembro de 2020. Ele tem Reed Hastings e Erin Meyer abordando a temática da cultura da empresa, e como serviços antigos foram adaptados de forma incrível e criativa, o que fez com que a Netflix se tornasse uma das maiores empresas do mundo, com 180 milhões de assinaturas em cerca de 190 países, mundo afora.

Ele explica o sucesso da empresa, e os princípios que levaram a mesma a chegar ao patamar que é hoje. Além de serviços de filmes e séries em streaming, a Netflix foi além, e acabou participando de diversas premiações da TV e do cinema.

O livro também conta onde a companhia mais errou e acertou, por depoimentos, entrevistas com as experiências dos funcionários, além de abordar o tema da liberdade, desde que colocada de forma responsável.

Família de Reed Hastings

Reed Hastings tem cerca de 1% da Netflix, participação esta que só se tornou informação pública no ano de 2002. Com a relevância que alcançou o serviço de streaming de vídeo, programas de TV e filmes da Netflix, é inevitável que a plataforma influencie centenas de milhões de usuários em todo o mundo.

Com residência em Santa Cruz, Califórnia, e cidadania dos Estados Unidos, Reed Hastings é casado com Patricia Ann Quillin, que participa com ele de trabalhos filantrópicos. Em junho de 2020, por exemplo, eles fizeram a doação de US$ 120 milhões para que bolsas de estudo fossem financiadas em 2 universidades. Parte da doação também foi para o United Negro College Fund.

Hastings tem 2 filhos e está entre as pessoas mais ricas do mundo. Segundo o site da Forbes, o executivo tem um patrimônio líquido estimado em US$ 3,6 bilhões – ocupando a 188ª posição entre os bilionários.

O que achou da trajetória de sucesso de Reed Hastings? Deixe nos comentários a parte que mais chamou sua atenção.

Ler mais

Perfis Relacionados a Reed Hastings

Marc Randolph
Empreendedores Marc Randolph

Compartilhe sua opinião