Novo aumento nos preços da gasolina: entenda seu impacto

Descubra como é formado o preço da gasolina e quais fatores impactam na alta do combustível.

A Petrobrás anunciou um novo reajuste de preços da gasolina e do diesel, que começa a vigorar em 12 de janeiro de 2022.

Como a alta dos combustíveis é um assunto muito discutido, vale entender como funciona a formação de preço da gasolina.

O preço da gasolina é composto por cinco elementos principais, sendo eles:

Como são formados os preços dos combustíveis?

ICMS;

Componentes do preço da gasolina cobrado na bomba:

Distribuição e revenda;

Custo Etanol Anidro;

CIDE e PIS/PASEP e Cofins

Realização Petrobrás.

A primeira parcela é da Petrobras, que define o “preço de realização”. 

Depois disso, incidem os impostos estaduais e federais ICMS, PIS/Pasep e Cofins.

Além disso, o Custo do etanol anidro (obrigatório) também influencia na formação do preço final, assim como a distribuição e revenda de biocombustíveis

Devido à crise energética global, o preço das commodities tem se valorizado desde o ano passado. 

Alta da commodity no mercado internacional

Assim, a alta do petróleo Brent no mercado internacional também é um fator que impacta  no preço dos combustíveis.

A gasolina é o item de maior peso no IPCA, índice oficial de inflação do Brasil. 

Impacto do preço da gasolina na inflação

Em 2020, o IPCA fechou em 4,54%. Já 2021, a inflação ficou acima de 10%, puxada pelos preços dos combustíveis. ''Essa foi a maior taxa acumulada no ano desde 2015'' IBGE.

Por isso, é importante acompanhar regularmente as notícias sobre a economia, além de entender como esses fatores impactam o nosso dia a dia. 

Quer aprender a analisar FIIs e descobrir ativos com preços descontados? Aproveite e baixe agora o nosso